Política Rio

“Bolsonaro se beneficia da impunidade que há com racistas no Brasil”, diz deputada Benedita da Silva

Publicados

Política Rio

Deputada Benedita da Silva cobrou punição de Bolsonaro por voltar a proferir declaração racista de que ‘negros são pesados em arrobas’ – Foto: Reprodução IstoÉ

A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) cobrou punição contra Jair Bolsonaro por ter cometido novamente o crime de racismo nesta quinta-feira (12) ao dizer que ‘negros são pesados dem arrobas’.

A deputada Benedita, mulher negra e histórica ativista da luta antirracista no Brasil, criticou a impunidade que existe em relação ao racismo no país. “Mais uma vez, o Jair Bolsonaro comete a prática do racismo, que é crime inafiançável! Isso é culpa, também, da impunidade que há com os racistas no Brasil. É inadmissível! Não podemos mais permitir. #BolsonaroRacista”, afirmou.

A declaração racista de Bolsonaro foi dada durante conversa com apoiadores no Paácio do Alvorada. “Conseguiram te levantar, pô? Tu pesa o quê, mais de sete arrobas, não é?”, disse ele. Bolsonaro ainda riu e ironizou o fato de ter sido alvo da Justiça por ter usado a expressão de cunho discriminatório. “Sabia que já fui processada por isso? Chamei um cara de 8 arrobas”, afirmou.

Leia Também:  Parecerista do golpe de 2016: Deputada Janaina Paschoal prega "resistência" paulista em caso de vitória do ex-presidente Lula

Antes de assumir a Presidência, Bolsonaro foi denunciado pela Procuradoria e condenado pela Justiça de primeira instância por ter afirmado que visitou uma comunidade quilombola e que “o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas” e que “nem para procriador ele serve mais”. A acusação da PGR foi rejeitada pela Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) em 2018.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Rio

Veículo do deputado Flávio Serafini é atingido por tiro em frente ao Armazém da Utopia, no Rio de Janeiro

Publicados

em

O parlamentar do Psol estava em frente ao Armazém da Utopia, na região Portuária do Rio, quando o carro que ele estava foi baleado – Foto: Divulgação / Octacílio Barbosa

O carro do deputado estadual Flavio Serafini (Psol) foi atingido por um tiro na madrugada deste sábado (21), quando estava em frente ao Armazém Utopia, na região Portuária do Rio, no Centro da cidade. Ninguém ficou ferido.

Segundo Serafini, o tiro atingiu a porta do carona do veículo que é blindado. O parlamentar não estava no carro no momento, mas havia uma pessoa dentro do veículo esperando o deputado chegar.

Tiro durante perseguição

O caso foi registrado na 5ª DP (Lapa) e, segundo o deputado, o carro foi atingido em meio a uma perseguição policial. De acordo com o relato, os policiais estavam tentando capturar suspeitos deroubar um celular.

Para Serafini, o tiro em seu carro durante uma ação da polícia contra suspeitos que, segundo ele, estavam desarmados, é uma falha da atual política de segurança pública do Rio de Janeiro. O deputado acredita que a orientação do estado é pautada no estímulo ao confronto e ao uso de arma de fogo sem risco iminente.

Leia Também:  Bolsonaro ataca o governador de são Paulo, João Doria: "Ele aumentou o ICMS de tudo, menos do Hipoglós"

“É inaceitável que a nossa política de segurança seja orientada ao confronto nos fazendo vivenciar situações onde vidas são ceifadas em nome de aparelhos celulares e de uso desnecessário de força. Dessa vez a blindagem salvou um inocente de um tiro disparado pela própria polícia, mas muitas vezes o desfecho é trágico”, disse Serafini. Do G1 Globo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA