Tudo Sobre Política

Gleisi Hoffmann sobre prisão de Milton Ribeiro: “péssimo dia para o governo corrupto de Jair Bolsonaro”

Publicados

Tudo Sobre Política

“Até outro dia Bolsonaro dizia que colocava a cara no fogo por ele”, relembrou a presidente nacional do PT – 

Brasil 247 – A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, usou suas redes sociais para comentar a respeito da prisão do ex-ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro, Milton Ribeiro, envolto num esquema de corrupção de propinas no MEC.

“Péssimo dia pro governo corrupto de Jair Bolsonaro. PF prende ex-ministro Milton Ribeiro e pastor cabeça da organização criminosa, que cobrava propina em barra de ouro para liberar verba da educação. Até outro dia, Bolsonaro dizia que colocava a cara no fogo por ele”, disparou.

Saiba mais 

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (22) uma operação que apura irregularidades na liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Entre os alvos da operação estão os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, ligados a Jair Bolsonaro (PL) e suspeitos de atuarem como intermediários na liberação de verbas do esquema.

Leia Também:  Mélenchon agradece os ex-presidente Lula, Dilma e Gleisi por apoio à sua candidatura na França

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso preventivamente, de acordo com CNN Brasil. Ao todo, os agentes cumprem cinco mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal.

Áudios divulgados em março deste ano mostraram Ribeiro afirmando que os pastores favoreciam municípios que negociavam verbas diretamente com eles. Ainda segundo Ribeiro, a priorização de verbas para determinadas prefeituras por intermédio dos pastores seria um pedido de Jair Bolsonaro (PL), apesar deles não possuírem cargos no governo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo Sobre Política

Congresso derrota Bolsonaro e garante R$ 7 bilhões para a Cultura, comemora deputada Gleisi Hoffmann

Publicados

em

“Viva a arte brasileira! Fora a ignorância!”, afirmou a presidente nacional do PT – Foto: Marina Ramos / Câmara dos Deputados

Brasil 247 – A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), comemorou nesta terça-feira (5) a decisão do Congresso Nacional sobre a cultura após deputados federais e senadores não aprovarem duas proibições feitas por Jair Bolsonaro (PL) e, em consequência, garantirem que, por meio das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc, o governo ajude o setor cultural no País, com investimentos de quase R$ 7 bilhões.

“Dupla vitória da Cultura nacional contra Bolsonaro. Derrubamos dois vetos às leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2 que garantem R$ 7 bilhões em incentivo para o setor. Viva a arte brasileira! Fora a ignorância!”, escreveu a parlamentar no Twitter. 

A Lei Paulo Gustavo prevê destinação de R$ 3,86 bilhões a estados e a municípios para o setor cultural, por causa dos efeitos da pandemia de Covid-19. Nesta terça, a proposta teve 414 votos de deputados pela derrubada do veto e 39 pela manutenção. Entre os senadores, foram 69 votos a zero contra a proibição de Bolsonaro.

Leia Também:  Bolsonaro se irrita com foto de Lula com advogada Deolane e decide atacá-los: "feitos um para o outro"

A Lei Aldir Blanc libera R$ 3 bilhões por ano aos governos estaduais e aos municipais, durante cinco anos, para o financiamento de iniciativas culturais. O placar foi 356 a 36 na Câmara dos Deputados e de 66 a zero no Senado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA