Tudo Sobre Política

Ex-presidente Lula defende Julian Assange: “ele denunciou as falcatruas dos Estados Unidos”

Publicados

Tudo Sobre Política

Lula afirmou que Assange merece um Prêmio Nobel e que os verdadeiros criminosos são os espiões americanos que tiveram suas atividades vazadas pelo WikiLeaks – Foto: Ricardo Stuckert | REUTERS/Henry Nicholls

Brasil 247 – Em evento do Partido dos Trabalhadores em Maceió (AL), o ex-presidente Lula fez uma dura crítica à aprovação pelo Reino Unido da extradição para os Estados Unidos do fundador do WikiLeaks, Julian Assange.

Lula afirmou que Assange deveria receber um Prêmio Nobel pelas diversas denúncias feitas contra as “falcatruas” dos Estados Unidos, como na ocasião em que Washington espionou a ex-presidente Dilma Rousseff e a Petrobrás. 

“E nós que estamos aqui falando de democracia, precisaríamos perguntar que crime o [Julian] Assange cometeu. É o crime que todos vocês cometeram: falaram a verdade. Mostrar que os Estados Unidos da América do Norte através de seu departamento de investigação, através do seu Departamento de Estado, da CIA, estava grampeando muitos países do mundo e, inclusive, grampeando a presidenta Dilma Rousseff. Ele denunciou as falcatruas feitas no país mais importante do planeta”, disse Lula. “Esse cidadão deveria estar recebendo um prêmio Nobel, esse cidadão deveria estar recebendo Oscar de decência e coragem porque denunciou ao planeta um país espionando outro país. E os Estados Unidos ainda tiveram coragem de pedir desculpas à Angela Merkel, mas não teve coragem ou não sentiu necessidade de pedir desculpas ao Brasil”, prosseguiu. 

Leia Também:  Apoio do músico Caetano Veloso a Lula abre espaço para voto útil de ciristas no ex-presidente

Segundo o ex-presidente, os verdadeiros criminosos são os espiões dos Estados Unidos que tiveram suas atividades vazadas pelo WikiLeaks. “Se alguém cometeu um crime, foi quem, em nome dos Estados Unidos, estava espionando o planeta Terra, espionando outros países, inclusive, espionando a nossa Petrobrás, inclusive acionando a nossa Petrobras logo após a descoberta do pré-sal”, finalizou. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo Sobre Política

Congresso derrota Bolsonaro e garante R$ 7 bilhões para a Cultura, comemora deputada Gleisi Hoffmann

Publicados

em

“Viva a arte brasileira! Fora a ignorância!”, afirmou a presidente nacional do PT – Foto: Marina Ramos / Câmara dos Deputados

Brasil 247 – A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), comemorou nesta terça-feira (5) a decisão do Congresso Nacional sobre a cultura após deputados federais e senadores não aprovarem duas proibições feitas por Jair Bolsonaro (PL) e, em consequência, garantirem que, por meio das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc, o governo ajude o setor cultural no País, com investimentos de quase R$ 7 bilhões.

“Dupla vitória da Cultura nacional contra Bolsonaro. Derrubamos dois vetos às leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2 que garantem R$ 7 bilhões em incentivo para o setor. Viva a arte brasileira! Fora a ignorância!”, escreveu a parlamentar no Twitter. 

A Lei Paulo Gustavo prevê destinação de R$ 3,86 bilhões a estados e a municípios para o setor cultural, por causa dos efeitos da pandemia de Covid-19. Nesta terça, a proposta teve 414 votos de deputados pela derrubada do veto e 39 pela manutenção. Entre os senadores, foram 69 votos a zero contra a proibição de Bolsonaro.

Leia Também:  Ex-presidente Lula telefona para Fernando Henrique após saída de Doria e busca apoio do tucano

A Lei Aldir Blanc libera R$ 3 bilhões por ano aos governos estaduais e aos municipais, durante cinco anos, para o financiamento de iniciativas culturais. O placar foi 356 a 36 na Câmara dos Deputados e de 66 a zero no Senado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA