Política Mundo

‘Pinochet é de esquerda’ e ‘China é uma merda’: o que pensa o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida

Publicados

Política Mundo

Sachsida é um defensor das propostas neoliberais de Paulo Guedes e já disse que “mulheres são mais eficientes fora do mercado” – Foto: Alan Santos/PR

Brasil 247 – Jair Bolsonaro decidiu substituir Bento Albuquerque por Adolfo Sachsida no comando do Ministério de Minas e Energia. Ele assume o cargo desde já. 

Tendo servido anteriormente como assessor especial no Ministério da Economia, Saschida chega à nova pasta diante da alta dos combustíveis. 

Dentro do governo, ele foi um defensor da agenda de reformas de Paulo Guedes, como a privatização da Eletrobrás e uma reforma tributária.

Segundo o jornalista Maurício Angelo, Saschida “é da turma ultraliberal que trouxe o modelo pinochetista para cá”, escreveu no Twitter.

Um vídeo circula nas redes sociais com cortes de falas do novo ministro de Minas e Energia, algumas demonstrando apoio a Jair Bolsonaro e críticas contra China (“é uma merda”). Ele diz ainda que “mulheres são mais eficientes fora do mercado”.

Em certa ocasião, chegou a dizer que o ex-ditador neoliberal chileno Augusto Pinochet seria de esquerda: “Pinochet é um cara difícil de enquadrar, porque, por um lado, ele colocava o Estado acima do indivíduo. Então, desse jeito ele é um esquerdista, mas por outro lado ele queria o sistema de preço via mercado e a propriedade privada. Na parte econômica, Pinochet era de direita, mas na política, de esquerda”.

Leia Também:  Rússia não tentará completar operação na Ucrânia até o 9 de Maio, Dia da Vitória na Segunda Guerra Mundial

Na área acadêmica, Saschida é formado em Direito com mestrado e doutorado em economia pela Universidade de Brasília (UnB). Também realizou pós-doutorado na University of Alabama, nos Estados Unidos.

Ele atuou como professor na Universidade Católica de Brasília e a Universidade do Texas. Atualmente, leciona nos cursos de graduação e mestrado em Economia no Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Mundo

Presidente Joe Biden chama de ‘históricos’ pedidos de adesão à Otan feitos pela Finlândia e Suécia

Publicados

em

Países nórdicos apresentaram formalmente suas propostas de adesão à OTAN nesta quarta-feira (18) – Foto: John Vicaino 

Sputnik – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, saudou “calorosamente” as candidaturas sueca e finlandesa de adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e prometeu “trabalhar” com os países para deter as ameaças.

“Saúdo calorosamente e apoio fortemente os pedidos históricos da Finlândia e da Suécia de adesão à OTAN e espero trabalhar com o Congresso dos EUA e nossos aliados da OTAN para trazer rapidamente a Finlândia e a Suécia para a aliança defensiva mais forte da história”, disse Biden em um comunicado preparado e divulgado pela Casa Branca nesta quarta-feira (18).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estados Unidos ameaçam: se China não cumprir sanções contra a Rússia, vamos "tomar medidas"
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA