Polícia

Mulher é presa em flagrante com “supermaconha” escondidas em cinta, no Aeroporto do Recife

Publicados

Polícia

Drogas amarradas ao corpo de mulher, que foi presa no Aeroporto do Recife por tráfico interestadual – Foto: Polícia Federal / Divulgação

Uma mulher de 40 anos foi presa em flagrante com skunk, droga conhecida como “supermaconha” devido à concentração, e cocaína escondidas em uma espécie de cinta presa ao corpo. A prisão aconteceu no Aeroporto do Internacional do Recife, na Zona Sul da capital, e foi divulgada nesta segunda-feira (4) pela Polícia Federal.

Vinda do Amazonas, a passageira de um voo que seguiria para Natal foi abordada por policiais, que suspeitaram dela. Durante entrevista na sala da PF no aeroporto, ela teria entrado em contradição, o que levou a equipe a realizar uma inspeção no corpo da suspeito.

Ao todo, foram apreendidos 1,8 quilos de skunk e 300 gramas de cocaína na cinta que estava no entorno da barriga da mulher.

Após o flagrante, ainda de acordo com a Polícia Federal, a mulher confessou que foi aliciada em Manaus por um traficante, mesmo homem que teria prendido os entorpecentes ao corpo dela. A missão era entregar a droga em Natal e, pelo transporte, ela disse que receberia R$ 2,1 mil.

Leia Também:  Mulher foi presa por xingar Bolsonaro de "noivinha do Aristides". Entenda o significado

A mulher foi autuada por tráfico interestadual de drogas e, caso seja condenada, pode pegar de 5 a 15 anos de reclusão. Em audiência de custódia, ela teve a prisão preventiva decretada e foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina, no Recife. Veja mais no G1 Pernambuco

Skunk, droga conhecida como supermaconha, e cocaína foram localizadas em cinta durante abordagem no Aeroporto do Recife – Foto: Polícia Federal / Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Moradores registram tiroteio em bairros de Maricá, RJ, durante confronto entre facções criminosas rivais

Publicados

em

Um jovem de 20 anos foi sequestrado enquanto saía do trabalho e passou a noite sob poder dos bandidos. Segundo a família da vítima, jovem foi liberado na manhã deste sábado (6) – Foto: Reprodução

Moradores de Maricá, na Região Metropolitana do Rio, estão vivendo momentos de tensão neste fim de semana. Na noite desta sexta-feira (5), moradores relataram que foi possível ouvir tiros em algumas localidades.

O confronto ocorre por conta de uma facção criminosa que está tentando se instalar na cidade e iniciou o ataque contra uma outra facção que já está estabelecida na região.

Um jovem de 20 anos que estava saindo do trabalho foi sequestrado no bairro do caju e passou a noite sendo feito de escudo humano pelos criminosos. De acordo com o relato da tia do jovem ao g1, ele foi liberado pelos bandidos na manhã deste sábado. A família foi à delegacia de Maricá, onde o jovem prestou o primeiro depoimento, e depois seguiu para a delegacia de Niterói para registrar o flagrante.

Leia Também:  Agricultor de 50 anos e cachorro são executados a tiros no município de Novo Airão, no interior do Amazonas

Um vídeo registrado por câmeras de segurança mostra quando um grupo de criminosos passa em uma rua da cidade. As imagens registraram o grupo armado e usando roupas camufladas.

Durante uma ação realizada na tarde deste sábado (6), dois policiais foram baleados em um confronto com criminosos. Segundo a Prefeitura de Maricá, um dos policiais foi atingido na cabeça e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. O outro foi atingido por estilhaços, passou por exames e foi liberado. Rodrigo Marinho e Bianca Chaboudet, G1 Rio

Câmera de segurança registrou grupo de homens armados e com roupas camufladas em rua de Maricá, no RJ – Foto: Reprodução / Redes sociais

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA