Mundo

Quem é Gautam Adani, o indiano que mais ganhou dinheiro no mundo em 2022 e a pessoa mais rica da Ásia

Publicados

Mundo

Patrimônio do empresário é hoje de US$ 120 bilhões, o que faz dele a pessoa mais rica da Ásia — e a quinta do mundo – Foto: Reprodução

A pessoa que mais ganhou dinheiro em 2022 é um indiano: Gautam Adani, chamado de “rei da infraestrutura” no país asiático de mais de 1,4 bilhão de habitantes.

Ele é conhecido por ser um dos maiores empresários da Índia, com investimentos que vão desde minas de carvão, um dos seus primeiros negócios, a usinas de energia, portos e aeroportos.

Todos os negócios fazem parte do portfólio do Adani Group, cuja valorização recente das ações na bolsa da Índia fizeram a fortuna de Adani saltar US$ 43,4 bilhões desde janeiro, segundo o ranking de bilionários organizado pela Bloomberg.

Com isso, seu patrimônio é hoje de US$ 120 bilhões, o que faz dele a pessoa mais rica da Ásia — e a quinta do mundo, à frente de nomes como Larry Page e Sergey Brin, fundadores da Alphabet (dona do Google), e do megainvestidor americano Warren Buffett.

A fortuna de Adani começou a se multiplicar rapidamente durante a pandemia, época em que o empresário passou a anunciar uma série de investimentos.

Leia Também:  Kane Tanaka, a pessoa mais velha do mundo, morre aos 119 anos no Japão. Kane vivia numa casa de repouso

Um dos planos do grupo que mais chamam a atenção é o de aportar US$ 70 bilhões em projetos ligados à energia renovável até 2030, uma medida que se alinha com os planos da Índia e do primeiro-ministro Narendra Modi.

O líder indiano se comprometeu durante a COP26, em 2021, a zerar as emissões de carbono nos próximos 50 anos. Mais do que isso, prometeu que metade da energia produzida no país virá de energias renováveis – hoje, elas representam apenas 3% da matriz.

História

Aos 18 anos e não muito fã de estudar, Adani abandonou a faculdade e se mudou de Ahmedabad, sua cidade natal, para Mumbai, onde abriu uma empresa voltada a diferenciar diamantes verdadeiros de cópias baratas.

O negócio evoluiu para compra e venda das pedras preciosas e, aos 20 anos, ele se tornou milionário.

Em seguida, passou a atuar no comércio exterior de uma fábrica de plástico em Ahmedabad, recém-comprada por um de seus irmãos. Adani cuidava tanto da compra de matérias-primas quanto das vendas. O negócio evoluiu para mineração de carvão e, beneficiado pela abertura comercial da Índia em 1991, ele se tornou um dos grandes empresários do país.

Leia Também:  Após 70 anos separados, mãe de 100 anos reencontra o filho de 82 que se perdeu quando tinha 10 anos

A escalada seguiu com ele vencendo o contrato de privatização do Porto de Mundra, maior porto comercial (e mais importante ponto de importação de carvão) da Índia.

Nos últimos anos, com o apoio de Modi para o desenvolvimento da infraestrutura indiana, o magnata avançou para outras áreas. Hoje, ele comanda sete aeroportos, que representam praticamente 25% de todo o tráfego aéreo do país.

Agora, Adani tem ampliado a sua atuação em países vizinhos, como o Sri Lanka, onde vai construir um terminal portuário.

Para completar, também passou a investir nos últimos meses em data centers, segmento em que quer atuar em toda a Índia, que se tornou um dos polos tecnológicos mais importantes do mundo.

Por CNN Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

Ucrânia volta a bombardear centro de Donetsk: As autoridades pediram aos moradores que “saiam das ruas e se protejam”

Publicados

em

As autoridades pediram aos moradores da cidade que “saiam das ruas e se protejam” – Foto: Reprodução

RT – As forças ucranianas voltaram a bombardear os bairros centrais da cidade de Donetsk na tarde deste sábado, segundo a representação da República Popular de Donetsk no Centro Conjunto de Controle e Coordenação e no processo de negociação. As autoridades da cidade pediram à população que “saia das ruas e se proteja”.

Foi detalhado que às 15h50 (horário local), atentados foram registrados pelo regime de Kiev contra o distrito de Voroshilovski. “Foram lançados cinco projéteis de calibre 155 milímetros”, acrescentou a representação em seu canal Telegram. Mais tarde, os militares ucranianos dispararam mais de 30 projéteis nos distritos de Voroshilovsky e Kievsky.

De acordo com o prefeito da cidade, Alexei Kulemzin, alguns disparos caíram “na rua Universitétskaya, perto do cinema Zviozdochka, bem como perto do estádio Donbass Arena e do complexo de exposições Expodonbass”.

Por sua vez, a equipe RT observou que “entre 3 e 4 mísseis por minuto foram lançados contra o centro de Donetsk”. “O grande número de mísseis lembra o ataque da Ucrânia a Donetsk na segunda-feira, o maior registrado desde o início do conflito”, disse o enviado especial da mídia, Mauricio Ampuero, que está atualmente na cidade.
A sede da Defesa Territorial da República Popular de Donetsk informou que os ataques de sábado deixaram cinco mortos e 12 feridos.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Colisão entre motocicleta e ônibus deixa uma pessoa morta e outra com a perna amputada no Distrito Federal
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA