RIO DE JANEIRO

Internacional

Insistência da Otan em se aproximar da Ucrânia é ‘bomba’ que pode explodir a qualquer momento, diz chancelaria russa

Publicados

Internacional

Vice-chanceler russo afirmou que a promessa da OTAN de incorporar a Ucrânia à aliança é “bomba que vai detonar mais cedo ou mais tarde” – Foto: Reuters

Sputnik – Há muito, a Rússia avisa o Ocidente que a promessa da OTAN de incorporar a Ucrânia à aliança é “um mecanismo de bomba que vai detonar mais cedo ou mais tarde”, afirmou o vice-chanceler russo, Aleksandr Grushko.

A Rússia observa com calma as ambições da UE de criar seu próprio potencial militar, mas são os EUA que não querem permitir isso.

“Nós muito calmamente observamos as ambições da União Europeia de criar sua independência político-militar, de criar o que seria o seu próprio potencial militar”, afirmou em transmissão do canal de TV Rossiya 24.

De acordo com suas palavras, “a política dos EUA é justamente dirigida para não permitir a formação de uma capacidade tão autônoma da UE no domínio político-militar”.

O diplomata ressaltou ainda que Moscou sempre defendeu as soluções político-diplomáticas e não militares.

Leia Também:  Veja o Vídeo: Casal de idosos da Ucrânia expulsar três soldados russos de sua propriedade na vila de Voznesensk

Contudo, “nós sempre alertamos que, se não for possível resolver [o conflito] pela via diplomática, na base do consenso e do equilíbrio de interesses, cabe a nós tomar medidas, que para nós são necessárias. Daí já vai ser tarde para perguntar por que fizemos isso”. 

Quanto às sanções europeias contra a Rússia, o diplomata comentou: “Se observarmos o que acontece hoje nos setores econômico e financeiro, o Ocidente simplesmente abala suas próprias instituições, suas próprias regras”.

Conforme as palavras de Grushko, se olhar do ponto de vista dos interesses de segurança, mais cedo ou mais tarde a Europa deve entender que a formação de uma estrutura central da OTAN no continente não vai levar a nada, sendo apenas a “transformação de si [Europa] em um objeto de planejamento militar”.

O vice-chanceler acrescentou também que as garantias de segurança continuarão sendo uma questão-chave para a Rússia, mas se essa for resolvida, então será possível pensar na nova arquitetura das relações com a OTAN.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Internacional

Ex-bispo da cidade de Albany, admite que encobriu abusos sexuais de crianças por 11 padres ao longo de 25 anos

Publicados

em

Uma associação americana fez a denúncia sobre o religioso para vítimas desse crime 0 Foto: Howard Hubbard, ex-bispo da cidade de Albany / EUA

O religioso Howard Hubbard, ex-bispo da cidade de Albany (EUA), admitiu ter ignorado abusos sexuais de crianças por 11 padres ao longo de 25 anos, denunciou nesta segunda-feira (28) a ONG norte-americana Rede de Sobreviventes de Vítimas de Abuso por Sacerdotes para vítimas desse crime. As informações foram publicadas na Carta Capital

Em abril de 2021, o ex-bispo testemunhou sob juramento por quatro dias na Suprema Corte do estado. Ele reconheceu que, entre 1977 e 2002, foi informado sobre casos de abuso sexual e não fez denúncias do clero à polícia. 

A declaração de 680 páginas foi divulgada na última sexta-feira por ordem de um juiz. “Agora, os paroquianos e o público sabem com certeza que seu ex-bispo estava ativamente envolvido no encobrimento de abusos”, afirmou a ONG em um comunicado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Campanha bomba e Tribunal Superior Eleitoral registra 1,1 milhão de novos eleitores entre 15 a 18 anos
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA