Esporte

Vídeos do UFC de 2022: russo tira onda na dança tradicional e luta de brasileiro tem polêmica

Publicados

Esporte

Suposto tapinha de desistência de Rogério Bontorin chama atenção em noite sem vitórias brasileiras – Foto: Stephen R. Sylvanie / USA Today Sports

O primeiro evento do UFC em 2022 ficou marcado pela lutaça entre Calvin Kattar e Giga Chikadze (veja na íntegra). Mas teve muito mais do que isso: teve nocaute, teve finalização, teve polêmica e teve até show de dança.

O responsável pelo nocaute e pela dança foi o russo Viacheslav Borshchev. O “Slava Claus” derrubou o americano Dakota Bush com um gancho brutal na linha de cintura. Mas a comemoração foi melhor ainda, com uma combinação de dança tradicional russa com breaking que empolgou até o narrador Rhoodes Lima.

O que não teve no primeiro UFC de 2022 foi vitória brasileira. Três lutadores do Brasil se apresentaram e os três saíram derrotados na decisão dos juízes.

O peso-mosca Rogério Bontorin quase perdeu antes disso. No terceiro round, Brandon Royval encaixou uma chave de braço justíssima, e o paranaense pareceu dar um tapinha na perna do adversário.

Leia Também:  Opinião: Palmeiras vive emoção de dia histórico e se consolida como maior brasileiro da Libertadores

Contudo, o árbitro não considerou o gesto como um sinal de desistência e nem Royval largou a posição. No fim das contas, não fez diferença: o americano venceu por decisão unânime dos juízes.

Confira os melhores momentos do UFC Kattar x Chikadze Clique aqui e veja os vídeos 

Viacheslav Borshchev dança após nocautear Dakota Bush no UFC Kattar x Chikadze – Foto: Getty Images

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esporte

Em são Paulo, duas quadras de areia de beach tennis são instaladas na Ciclovia da Marginal do Rio Pinheiros

Publicados

em

Quadras de beach tennis instaladas na Ciclovia Rio Pinheiros, em São Paulo –  Foto: Marina Pinhoni

Quem anda de bicicleta na “orla” da Marginal do Rio Pinheiros ganhará mais uma opção de lazer e prática de esporte na “praia” de paulistano. Duas quadras de areia serão inauguradas na próxima quarta-feira (18) na Ciclovia Franco Montoro, que se estende por 22 quilômetros do rio.

O projeto patrocinado por empresas faz parte das ações de revitalização do Rio Pinheiros, e surfa na onda do aumento exponencial do beach tennis na cidade.

“O beach tennis é super inclusivo para quem nunca fez e quer começar a praticar algum esporte. E a gente quer mudar a cultura ali no rio para criar uma experiência diferente para a pessoa. Vai pedalar, jogar um beach tennis, o café é um ponto de encontro. Nos finais de semana a gente quer criar eventos. É um passeio para curtir o dia inteiro”, diz o empresário Anuar Tacach Filho, responsável pelo Ciclo Beach Tennis.

Cobrança de aluguel e horas gratuitas

Leia Também:  'Sem desnazificação e desmilitarização da Ucrânia, acordo com Kiev é improvável', diz negociador russo

Embora o acesso à ciclovia seja gratuito, a entrada nas duas quadras seguirá a mesma lógica de outros espaços com a cobrança de aluguel por hora, que não é barato. Os preços vão de R$ 165 de segunda a sexta a R$ 220 a hora aos finais de semana. A reserva é feita por um site.

Os organizadores, no entanto, garantem que haverá destinação de horas gratuitas para moradores de comunidades da região. A segunda etapa do projeto também prevê a instalação de quadras totalmente gratuitas até outubro na outra margem do rio, onde será o Parque Bruno Covas.

“A gente vai vai fazer os cadastros das comunidades que beiram a margem do rio e vai doar uma hora por dia para essas pessoas. O plano é ter dez quadras no total, sendo mais oito do outro lado do rio. Dessas oito, quatro serão totalmente gratuitas”, afirma Tacach Filho.

Segundo o empresário, também está prevista a capacitação de pessoas de baixa renda para atuação como professores. “Tem uma explosão do esporte e uma demanda reprimida de professores. Os professores que existem estão faturando bastante. Então a ideia é fazer a capacitação das pessoas das comunidades.”

Leia Também:  Opinião: Palmeiras vive emoção de dia histórico e se consolida como maior brasileiro da Libertadores

Quadras de beach tennis instaladas na Ciclovia Rio Pinheiros, em São Paulo – Foto: Marina Pinhoni

Fonte: G1 São Paulo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA