Esporte

Cano vê Fluminense ‘muito bem’ em empate e exalta Diniz: “Todos estão convencidos de que vai dar certo”

Publicados

Esporte

Jogador falou sobre as mudanças com o novo treinador na segunda partida após a saída de Abel Braga na última semana – Foto: Lance/IG

O Fluminense conquistou os primeiros pontos na história no Allianz Parque ao empatar por 1 a 1 com o Palmeiras , neste domingo. O herói para o lado tricolor foi o atacante Germán Cano, que aproveitou passe de Caio Paulista para deixar tudo igual já na reta final. Após o confronto, o jogador deu entrevista coletiva e exaltou o feito fora de casa.

– Foi muito bom. O time trabalhou muito bem, juntou as linhas para fazer nosso melhor jogo. Tivemos a chance de fazer mais gols, mas não aconteceu. Trabalhamos muito bem. Sabemos que o Palmeiras é um time bom, jogadores top. O trabalho foi bom, deixamos tudo no campo. Agora é descansar e continuar – avaliou.

Cano foi um dos jogadores que precisou mudar um pouco de função com a chegada de Fernando Dinz. O atacante é frequentemente visto no campo de defesa e ajudando na marcação, algo pedido pelo treinador. O argentino explicou a nova função e exaltou o substituto de Abel Braga, que ainda não perdeu desde que retornou ao Fluminense.

Leia Também:  Cássio lamenta escorregão em gol, fala em derrota doída e pede foco: "Corinthians tem pretensões"

– É acreditar no trabalho, no dia a dia. Está convencendo a todos. Os jogadores estão muito bem, ele mudou o pensamento de alguns. O time está muito perto dentro e fora de campo, trabalhando todos os dias. O Fernando está fazendo muito bem esse trabalho. Todo mundo faz parte do Fluminense e qualquer jogador pode fazer a diferença – disse.

– O principal que o Fernando fala é ficar todo mundo perto da bola. Não podemos ficar longe porque não é o trabalho que ele quer. Quando o time está atrás, preciso ficar lá também para jogar, ficar perto dos meus companheiros. É um trabalho diferente e todos estão convencidos de que vai dar certo. Nem todo mundo faz o que o Fernando está fazendo. Acredito muito nisso. Não muda nada, meu trabalho é sempre ajudar o time, é o principal. a equipe é vertical, temos jogadores rápidos na frente. Achamos um contra-ataque rápido para finalizar – concluiu.

Com o resultado, o Fluminense fica em 15º lugar na tabela do Brasileirão, com cinco pontos em cinco jogos. Na próxima quarta-feira, vira a chave para o confronto de volta da Copa do Brasil contra o Vila Nova. O duelo no Serra Dourada será às 21h30.

Leia Também:  O número 1 do mundo Novak Djokovic será deportado e está fora do Aberto da Austrália

– O Diniz quer que quando o time fique todo junto quando perder a bola na metade do campo ou na frente. Isso é a garantia do nosso trabalho. Depois é jogar com um ou dois toques, ficar perto do companheiro para ter mobilidade, fazer o facão, ter chances. É o trabalho que me pede. Estou convencido do que ele acha no time, o trabalho é bom, todos estão acreditando muito nele. Espero continuar da mesma maneira – finalizou. Por Esporte IG

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esporte

Em são Paulo, duas quadras de areia de beach tennis são instaladas na Ciclovia da Marginal do Rio Pinheiros

Publicados

em

Quadras de beach tennis instaladas na Ciclovia Rio Pinheiros, em São Paulo –  Foto: Marina Pinhoni

Quem anda de bicicleta na “orla” da Marginal do Rio Pinheiros ganhará mais uma opção de lazer e prática de esporte na “praia” de paulistano. Duas quadras de areia serão inauguradas na próxima quarta-feira (18) na Ciclovia Franco Montoro, que se estende por 22 quilômetros do rio.

O projeto patrocinado por empresas faz parte das ações de revitalização do Rio Pinheiros, e surfa na onda do aumento exponencial do beach tennis na cidade.

“O beach tennis é super inclusivo para quem nunca fez e quer começar a praticar algum esporte. E a gente quer mudar a cultura ali no rio para criar uma experiência diferente para a pessoa. Vai pedalar, jogar um beach tennis, o café é um ponto de encontro. Nos finais de semana a gente quer criar eventos. É um passeio para curtir o dia inteiro”, diz o empresário Anuar Tacach Filho, responsável pelo Ciclo Beach Tennis.

Cobrança de aluguel e horas gratuitas

Leia Também:  Com contrato até 2023, Volpi disputa todos os jogos do Brasileirão; São Paulo esfria procura por outro goleiro

Embora o acesso à ciclovia seja gratuito, a entrada nas duas quadras seguirá a mesma lógica de outros espaços com a cobrança de aluguel por hora, que não é barato. Os preços vão de R$ 165 de segunda a sexta a R$ 220 a hora aos finais de semana. A reserva é feita por um site.

Os organizadores, no entanto, garantem que haverá destinação de horas gratuitas para moradores de comunidades da região. A segunda etapa do projeto também prevê a instalação de quadras totalmente gratuitas até outubro na outra margem do rio, onde será o Parque Bruno Covas.

“A gente vai vai fazer os cadastros das comunidades que beiram a margem do rio e vai doar uma hora por dia para essas pessoas. O plano é ter dez quadras no total, sendo mais oito do outro lado do rio. Dessas oito, quatro serão totalmente gratuitas”, afirma Tacach Filho.

Segundo o empresário, também está prevista a capacitação de pessoas de baixa renda para atuação como professores. “Tem uma explosão do esporte e uma demanda reprimida de professores. Os professores que existem estão faturando bastante. Então a ideia é fazer a capacitação das pessoas das comunidades.”

Leia Também:  Gabigol posta vídeo de Romário falando de Flamengo x Vasco: "Leva lenço porque vai chorar muito"

Quadras de beach tennis instaladas na Ciclovia Rio Pinheiros, em São Paulo – Foto: Marina Pinhoni

Fonte: G1 São Paulo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA