Política de São Paulo

“Temos que devolver Bolsonaro para o porão do qual nunca devia ter saído”, diz Boulos em lançamento de pré-candidatura

Publicados

Política de São Paulo

Lula reforçou apoio a Guilherme Boulos em lançamento de pré-candidatura do líder sem-teto a deputado federal – Foto: Leandro Paiva

Brasil 247 – Guilherme Boulos, coordenador do Movimento dos Traballhadores Sem-Teto (MTST), lançou neste sábado (28) sua pré-candidatura a deputado federal pelo PSOL em São Paulo. O evento reuniu mais de mil pessoas, que lotaram a quadra do Sindicato dos Bancários, no centro de São Paulo.

“O que está em jogo esse ano é muito grande. Nós não temos o direito de perder. De um lado tá a a democracia e a comida na mesa; do outro, a barbárie, o autoritarismo, o desastre e a miséria”, disse Boulos. “Nós temos o dever de ganhar, entrar de corpo e alma para salvar as gerações que estão vindo”, afirmou. “Nosso desafio é eleger Luiz Inácio Lula da Silva presidente “.

Boulos também falou sobre a importância de construir uma bancada de esquerda forte para que haja “reparação histórica” dos mal-feitos do governo Bolsonaro.

“Temos que devolver Bolsonaro de volta para o porão do qual ele nunca devia ter saído; temos que trabalhar para colocar Bolsonaro na cadeia pelos crimes que ele cometeu, junto com os filhos dele; esse é o nosso dever histórico “, afirmou.

Leia Também:  Pressão de Bolsonaro por mudanças na Petrobrás conta com o apoio de "espiões" em postos estratégicos da estatal

O pré-candidato do PSOL falou ainda sobre a necessidade de propor medidas de justiça social para diminuir a desigualdade e a miséria no Brasil. “Vamos para o Congresso para taxar grandes fortunas e o lucro dos bancos”, disse. “A riqueza do Brasil também pertence ao povo brasileiro”, disse.

Lula e Dilma

Durante o evento, Boulos recebeu uma mensagem de apoio do ex-presidente Lula, que pediu voto no pré-candidato do PSOL. “O companheiro Boulos é um candidato da mais extraordinária qualidade, é extremamente importante que vocês elejam o Boulos”, afirmou. “Parabéns, Boulos, pelo teu caráter, pela tua ética, pelo teu compromisso”, disse Lula, mencionando a relação “profunda” com o coordenador do MTST.

Em março, Boulos havia aberto mão da candidatura à prefeitura de São Paulo para apoiar uma chapa liderada pelo ex-prefeito Fernando Haddad.

“Tomei a decisão de ser candidato a Deputado Federal por uma razão: ajudar a construir uma grande Bancada de Esquerda no Congresso. Hoje o Centrão governa o Brasil. Precisamos ter força para a Reforma Trabalhista, o Teto de Gastos e aprovar mudanças populares”, escreveu à época. “O momento  do Brasil é crítico e exige gestos políticos e generosidade”, afirmou.

Leia Também:  Governo Bolsonaro concede visto humanitário a refugiados ucranianos e apátridas

A ex-presidente Dilma também enviou uma mensagem de apoio ao pré-candidato. “Tenho plena confiança em você. Como Lula, você é esperança para o nosso país. Representa a renovação das forças democráticas. Que em outubro, seja Lula na Presidência e Boulos na Câmara”.

Apoios

Várias personalidades e políticos também participaram por vídeo, incluindo os cantores Chico Buarque e Caetano Veloso, os atores Wagner Moura e Paulo Betti, o filósofo Silvio Almeida, Frei Betto, o candidato do PT ao governo de São Paulo, Fernando Haddad, o ex-jogador do Corinthians, Neto, e o humorista Gregório Duvivier, dentre outros.

“Precisamos seguir juntos Congresso para ajudar o presidente Lula a enfrentar o fascismo”, defendeu Haddad. “Esse é o primeiro passo para a construção de uma alternativa de esquerda no Brasil”, disse o presidente do PSOL, Juliano Medeiros.

“Boulos é uma necessidade para a Câmara dos Deputados no próximo ano”, completou Silvio Almeida. “Boulos é meu parceiro e meu amigo, arrebenta e vai pra cima”, finalizou Neto. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política de São Paulo

PSD deve apoiar Tarcísio em São Paulo e indicar candidato a vice, o ex-prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth

Publicados

em

O PSD indicará o ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth para a vice de Tarcísio de Freitas (Republicanos), apoiado por Jair Bolsonaro (PL) no estado de São Paulo – Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O PSD confirmará, na próxima quinta-feira (7), o apoio a Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) na disputa pelo governo de São Paulo, segundo um integrante da campanha do ex-ministro da Infraestrutura.

A informação sobre a chapa do pré-candidato de Jair Bolsonaro (PL) no estado foi publicada nesta terça-feira (5) pela Jovem Pan. A sigla pessedista, presidida pelo ex-ministro Gilberto Kassab, indicará o ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth para a vice de Tarcísio.

Kassab também se reunirá com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) para conversar sobre as eleições. De acordo com um aliado do dirigente pessedista, “a reunião com França está mantida, não porque mudará algo no curso da história, mas para cumprir o roteiro traçado, para cumprir o protocolo”.

O ex-governador Marcio França avisou ao PSB que disputará uma vaga pelo senado na chapa do pré-candidato ao governo de São Paulo Fernando Haddad (PT).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  'Bolsonaro é asqueroso e criminoso', diz Marcia Tiburi após agressão a ex-presidente Dilma Rousseff
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA