Política de São Paulo

PSD deve apoiar Tarcísio em São Paulo e indicar candidato a vice, o ex-prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth

Publicados

Política de São Paulo

O PSD indicará o ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth para a vice de Tarcísio de Freitas (Republicanos), apoiado por Jair Bolsonaro (PL) no estado de São Paulo – Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O PSD confirmará, na próxima quinta-feira (7), o apoio a Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) na disputa pelo governo de São Paulo, segundo um integrante da campanha do ex-ministro da Infraestrutura.

A informação sobre a chapa do pré-candidato de Jair Bolsonaro (PL) no estado foi publicada nesta terça-feira (5) pela Jovem Pan. A sigla pessedista, presidida pelo ex-ministro Gilberto Kassab, indicará o ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth para a vice de Tarcísio.

Kassab também se reunirá com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) para conversar sobre as eleições. De acordo com um aliado do dirigente pessedista, “a reunião com França está mantida, não porque mudará algo no curso da história, mas para cumprir o roteiro traçado, para cumprir o protocolo”.

O ex-governador Marcio França avisou ao PSB que disputará uma vaga pelo senado na chapa do pré-candidato ao governo de São Paulo Fernando Haddad (PT).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Justiça condena governo de São Paulo a pagar R$ 10 mil de indenização a estudante vítima de bullying em escola estadual
Propaganda

Política de São Paulo

Hamilton Mourão é jogado para escanteio e trocado por Tarcisio Freitas em evento do agronegócio, em São Paulo

Publicados

em

Bolsonaro avalia ser bem mais importante no momento colar sua imagem à de Tarcísio do que prestigiar o vice, com quem teve diversos estranhamentos ao longo do mandato – Foto: Alan Santos/PR

Brasil 247 – Quem compareceu à abertura do Salão Internacional da Avicultura e Suinocultura (Siavs), em São Paulo, nesta terça-feira (9) estranhou o isolamento do vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos).

O motivo, inclusive reivindicado pelo vice-presidente, é que durante o evento quem se sentou ao lado de Bolsonaro foi o pré-candidato ao governo de São Paulo, Tarcisio Freitas (Republicanos) ao invés de Mourão, como é o protocolo, gerando uma tremenda saia justa. 

Pré-candidato ao Senado, Mourão chegou a reclamar com o cerimonial por não estar ao lado de Bolsonaro no espaço reservado às autoridades, informa o jornal Folha de S. Paulo.

Mourão argumentou que a praxe em eventos oficiais é que o vice se sente ao lado do presidente, mas não houve mudança de posicionamento.

Ainda de acordo com a reportagem, Bolsonaro – que não fez nenhum esforço para reverter a situação – avalia “ser bem mais importante no momento colar sua imagem à de Tarcísio do que prestigiar o vice, com quem teve diversos estranhamentos ao longo do mandato”, diz o texto.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Denis Lucas, vereador de Itapevi, morre após ser baleado quando chegava em casa na Grande São Paulo
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA