Concurso

Concurso IBGE para efetivos: órgão solicita Edital com 2.503 vagas. Edital pode sair em 2023

Publicados

Concurso

Concurso IBGE: pedido de autorização para o provimento de efetivos foi realizado ao Ministério da Economia. Edital pode sair em 2023.

Concursos no Brasil – Os concurseiros de plantão já podem iniciar as preparações para um novo concurso IBGE de efetivos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística solicitou um novo certame para o preenchimento de 2.503 vagas. O pedido foi encaminhado nesta segunda-feira, 25 de abril de 2022, ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

O Ministério da Economia é responsável por analisar e avaliar solicitações de concursos públicos, que poderão ser autorizadas até o ano de 2023. Já os órgãos e autarquias devem enviar seus pedidos até maio deste ano, quando termina o prazo para essa categoria de requerimento.

É importante salientar, no entanto, que até o momento foi realizada apenas a solicitação das vagas por meio de concurso público. Para ocorrer o certame, o pedido tem que ser aceito pelo governo federal.

Concurso IBGE para efetivos: quais as vagas previstas?

Segundo o pedido, são previstas as seguintes vagas:

1.004 vagas para o cargo de Analistas de Planejamento, Gestão, Infraestrutura e Tecnologistas em Informações Geográficas e Estatística;

11 vagas para Pesquisadores em Informações Geográficas e Estatística;

1.488 vagas para Técnicos em Informações Geográficas e Estatística.

Conforme justificativa do IBGE, o órgão vem sofrendo progressiva redução do seu quadro de servidores, em decorrência de exonerações, falecimentos e, especialmente, aposentadorias.

O documento da solicitação pode ser visualizado no site de Conferência de Autenticidade de Documentos do IBGE. Informe o código verificador 3511844474518260674 e o código CRC 1D0E6DE6.

Concurso IBGE: edital anterior

Leia Também:  Inscrição para o concurso público da UFC com 81 vagas de níveis médio-técnico e superior

O último concurso IBGE para efetivos aconteceu no ano de 2015, quando foram lançados dois editais, com um total de 600 vagas para profissionais de níveis médio e superior.

A banca organizadora, responsável pelo certame na época, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV). As vagas foram distribuídas entre os seguintes cargos:

Técnico: 460 vagas abertas e remuneração que variava entre R$ 3.098,85 e R$ 4.638,01;

Analistas: 90 vagas, sendo que a remuneração variava entre R$ 7.000,49 e R$ 8.734,88;

Tecnologistas: 50 vagas e remuneração que variava entre R$ 7.000,49 e R$ 8.734,88.

O certame foi realizado com aplicação de provas objetivas, obrigatórias a todos os candidatos, e prova prática para quem se inscreveu na área de Design Institucional e Programação Visual/Webdesing.

Conteúdo das provas objetivas de nível médio em 2015

Para iniciar a preparação para este concurso público, é importante conferir quais foram os assuntos cobrados nas questões do último edital realizado. Os conteúdos dos cargos de Analista e Tecnologistas podem ser acessados no edital de abertura.

A seguir, listamos os conteúdos cobrados na última prova para Técnicos:

Língua Portuguesa

Elementos de construção do texto e sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e/ou argumentativo);

Interpretação e organização interna;

Semântica: sentido e emprego dos vocábulos. Emprego de tempos e modos dos verbos em português.

Morfologia: na área de reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos;

Sintaxe: frase, oração e período. Termos da oração. Processos de coordenação e subordinação. Concordância nominal e verbal.

Leia Também:  Justiça proíbe Prefeitura de São Paulo de perguntar em concurso se candidatos têm "HIV, hepatite ou alterações menstruais"

Transitividade e regência de nomes e verbos;

Padrões gerais de colocação pronominal no português;

Mecanismos de coesão textual;

Ortografia;

Acentuação gráfica e uso do sinal indicativo de crase;

Pontuação;

Estilística: figuras de linguagem;

Reescrita de frases: substituição, deslocamento, paralelismo, variação linguística e norma culta.

Geografia

Noções básicas de cartografia: (orientação, pontos cardeais, localização: coordenadas geográficas, como latitude, longitude e altitude);

Representação: leitura, escala, legendas e convenções;

Natureza e meio ambiente no Brasil: Grandes domínios climáticos e Ecossistemas.

As atividades econômicas e a organização do espaço: espaço agrário (modernização e conflitos) e espaço urbano (atividades econômicas, emprego e pobreza);

Formação Territorial e Divisão Político-Administrativa: Divisão Político-administrativa e Organização federativa;

Dinâmica da população brasileira (fluxos migratórios, áreas de crescimento e de perda populacional).

Matemática

Conjuntos: operações e problemas com conjuntos;

Conjuntos dos números racionais, reais, naturais, inteiros e suas operações;

Representação na reta;

Unidades de medida: massa, tempo, distância, área, volume e capacidade;

Álgebra: produtos notáveis, equações, sistemas e problemas do primeiro grau, inequações, equação e problemas do segundo grau;

Porcentagem e proporcionalidade direta e inversa;

Geométrica, progressões aritméticas, sequências e reconhecimento;

Juros e noções de matemática financeira;

Problemas de raciocínio.

Geometria plana: circunferência, perímetro e área, distâncias, ângulos e polígonos;

Semelhança e relações métricas no triângulo retângulo;

Geometria espacial: prismas e pirâmides, poliedros, cilindro, cone e esfera, áreas e volumes;

Matemática discreta: princípios de contagem, noção de probabilidade, noções de estatística, gráficos e medidas.

Conhecimentos sobre o IBGE

Conhecimentos específicos sobre o IBGE: correspondem às informações sobre a Instituição, os conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Concurso

Concurso público para soldado da Polícia Militar em SP abre 2,7 mil vagas com prova em 11 cidades; salário é de R$ 3,8 mil

Publicados

em

Polícia Militar abre concurso para 2,7 mil vagas em São Paulo – Foto: Edvaldo de Souza/EPTV

A Polícia Militar do Estado de São Paulo lançou nesta quarta-feira (22) o edital do concurso público para 2,7 mil vagas para soldado. O salário inicial oferecido para o cargo é de R$ 3.875,27 mensais. As provas serão aplicadas em 11 municípios, entre eles a capital paulista, Campinas e Piracicaba. As Informações é do G1 São Paulo

As inscrições para homens e mulheres começam na próxima sexta-feira (24) pela internet, às 10h, e terminam no dia 20 de julho, às 23h59, exclusivamente pelo site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizadora da seleção. A taxa custa R$ 57.

A PM informou que é comum o concurso apontar o total de vagas sem especificar as oportunidades por cidade porque as demandas para preencher o quadro podem ter alterações até os aprovados se qualificarem e assumirem os cargos.

Cidades que terão prova para soldado da PM

Araçatuba

Bauru

Campinas

Piracicaba

Presidente Prudente

Ribeirão Preto

Santos

São José do Rio Preto

São José dos Campos

São Paulo

Sorocaba

“A Polícia Militar do Estado de São Paulo poderá realizar as demais etapas em qualquer outra cidade. A escolha não implica que o candidato, caso aprovado, seja classificado na cidade ou região escolhida para a realização da referida etapa”, informa o edital.

Pré-requisitos para se inscrever

Para se candidatar ao cargo de soldado 2ª Classe – cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar – é necessário:

  • ser brasileiro;
  • ter idade mínima de 17 anos;
  • ter idade máxima de 30 anos;
  • ter estatura mínima, descalço e descoberto, de 1,55m (para mulheres) e 1,60m (para homens);
  • ter concluído o ensino médio ou equivalente;
  • ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”;
  • pagar taxa de inscrição prevista no edital, no valor de R$ 57,00, pagos em qualquer agência bancária até o dia seguinte ao término do prazo de inscrição;
  • é permitido uso de tatuagem, desde que ela não ofenda os valores da instituição;
  • possuir aptidão física compatível com o exercício do cargo;
  • possuir higidez física e mental, e possuir perfil psicológico compatível com o exercício do cargo;
  • estar quite com as obrigações eleitorais;
  • estar quite com as obrigações militares, caso seja do sexo masculino.
Leia Também:  Concursos Públicos do Iprev Santos - São Paulo são retomados e têm inscrições reabertas

“Não haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, tendo em vista as peculiaridades do exercício das funções policiais-militares inerentes ao cargo”, informou o edital. Haverá pontuação diferenciada para autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Estudantes podem pleitear redução de 50% no valor da taxa de inscrição por meio de formulário, que deve ser preenchido no site da FGV até as 23h59 de 28 de junho.

Remuneração inicial de R$ 3,8 mil

O salário é composto por R$ 1.544,80 de vencimento, mais R$ 1.544,80 referente ao Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e o adicional de insalubridade no valor de R$ 785,67.

Seleção com provas e exames de aptidão

Todas as etapas são eliminatórias e classificatórias.

Os candidatos farão provas objetiva – 60 questões – e dissertativa, com redação. Serão cinco horas de exame no dia 4 de setembro de 2022.

Língua portuguesa e interpretação de texto – 20 questões

Matemática – 15 questões

Conhecimentos gerais – 15 questões

Noções básicas de informática – 5 questões

Leia Também:  Concurso do Ibama foi publicado com a oferta de 568 vagas de níveis médio e superior com salário de até R$ 8.547,64

Noções de administração pública – 5 questões

Os exames de aptidão física vão avaliar se o desempenho físico condiz com o cargo de soldado.

Flexão e extensão de cotovelos, por meio do teste dinâmico de barra para homens e isometria na barra fixa para mulheres

Resistência abdominal, em decúbito dorsal

Corrida de 50 metros

Corrida de 12 minutos

Eles ainda vão passar por exames de saúde e psicológicos, que visam “identificar características de personalidade, aptidão, potencial e adequação do candidato ao perfil psicológico estabelecido para o cargo”.

conduta social também passa por análise, assim como a reputação e idoneidade do candidato ao longo da sua vida. A verificação de todos os documentos exigidos no edital para comprovação dos requisitos e condições para ingresso completam a seleção.

O que faz um soldado 2ª Classe

O profissional aprovado será responsável por realizar policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas.

Aplicação da lei ocorrerá nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade

Para tanto, o soldado vai realizar Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública na instituição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA