Amazônia

Tudo sobre a Floresta da Tijuca: O conjunto da flora e fauna do espaço deram origem ao Parque Nacional da Tijuca

Publicados

Amazônia

O Morro do Corcovado é ideal para contemplação da floresta – Foto: depositphotos

Pollyana Batista / estudo Pratico – A Floresta da Tijuca fica no Rio de Janeiro. O conjunto da flora e fauna do espaço deram origem ao Parque Nacional da Tijuca. Uma das principais características desse espaço é ele é considerado a maior floresta urbana do mundo,com 3.953 hectares de Mata Atlântica. Porém, o que a torna única é que ela foi totalmente plantada pelo homem.

utra marca da floresta é que o Parque Nacional da Tijuca é bastante visitado, recebendo mais de 3 milhões de pessoas por ano. Portanto, se você ainda não conhece esse espaço, mas já ficou curioso para visitar, comece lendo esse artigo.

Aqui vamos saber mais sobre essa floresta maravilhosa, começando pela história, passando pelo processo de reflorestamento e conhecendo as mais diversas manifestações de vida que existem nesse ambiente.

Além disso, é importante mencionar quais atividades podem ser realizadas nesse espaço e qual a importância do parque para o Brasil. E então, vamos embarcar nessa viagem sobre a maior floresta urbana do mundo?

História da Floresta da Tijuca

Oficialmente, o Parque Nacional da Tijuca que engloba a Floresta da Tijuca nasceu em 6 de julho de 1961. Porém, essa floresta foi bastante explorada, principalmente nos séculos 17 e 18. A retirada de madeira foi tanta que a floresta começou a ficar escassa.

Mas no século 19, mais especificamente em 1861, D. Pedro II declarou que a Floresta da Tijuca seria uma “Floresta Protetora”. Para isso, algumas áreas de ocupações inapropriadas foram desocupadas e deram início ao trabalho de reflorestamento. Começava a nascer a floresta como a conhecemos hoje.

  • Macaco-prego (Cebus apella)
  • Cachorro-do-mato (Cerdocyon thous)
  • Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla)
  • Paca (Agouti paca)
  • Preguiça (Bradypus variegatus),
  • Cutia (Dasyprocta leporina)
  • Ouriço-cacheiro (Coendu insidiosus)
  • Gambá (Didelphis marsupialis)
  • Tapiti (Sylvilagus brasiliensis)
  • Caxinguelê (Sciureus aestauans)
  • Morcego-beija-flor (Glossophaga soricina)
  • Quati (Nasua nasua) animal símbolo do parque

Aves

São 226 espécies de aves encontradas na Floresta da Tijuca no Rio de Janeiro. Conheça algumas delas agora:

  • Tucano-do-bico-preto (Ramphastos vitellinus)
  • Tico-tico (Zonotrichia capensis)
  • Tangará-dançarino (Chiroxiphia caudata)
  • Cuspidor-de-máscara-preta (Conopophaga melanops)
  • Pica-pau-anão-barrado (Picumnus cirratus)
  • Saíra-sete-cores (Tangara seledon)
  • Gaturamo-verdadeiro (Euphonia violacea)
  • Tiê-preto (Tachyphonus coronatus)
  • Tangarazinho (Ilicura militaris)
  • Maíra-da-mata (Hemithraupis ruficapilla)
  • Maitaca-verde (Pionus maximiliani)
  • Periquito-rico (Brotogeris tirica)
  • Tiriba-de-testa-vermelha (Pyrrhura frontalis)

Anfíbios e Répteis

Na Floresta da Tijuca existem 39 espécies de anfíbios e 31 espécies de répteis. Entre elas:

  • Rãzinha (Adenomera marmorata)
  • Sapo (Aplastodiscus albofrenatus)
  • Rã de Goeldi (Flectonotus goeldii)
  • Sapo cururuzinho (Bufo ornatus)
  • Lagartos (Ameiva ameiva, Tropidurus torquatus e Tupinambis merianae)
  • Serpentes Bothrops jararaca (peçonhenta) Siphlophis compressus e Liophis miliaris (não-peçonhentas)

Invertebrados

Há inúmeros animais invertebrados. Alguns deles são:

  • Escorpiões (Tityus costatus e Thestylus glazioui)
  • Camarão-de-água-doce (Macrobrachium potiuna)
  • Libélulas (Castoraeschna castor e Libellula herculea)
  • Besouros (Austrolimnius laevigatus e Phanocerus clavicornis)
  • Borboletas (Melinaea ludovica, Parides tros e Morpho achilles).

Flora da Floresta da Tijuca

O Parque Nacional da Tijuca apresenta 1.619 espécies vegetais. Infelizmente, desse número, 433 estão ameaçadas de extinção. Veja algumas plantas lindas e rara que você ainda pode encontrar na Floresta da Tijuca:

  • Angico (Anadenanthera colubrina)
  • Quaresmeira (Tibouchina granulosa)
  • Embaúba (Cecropia glaziovii)
  • Paineira (Ceiba speciosa)
  • Ipê-amarelo (Handroanthus chrysotrichus)
  • Jequitibá (Cariniana legalis)
  • Cedro (Cedrela odorata)
  • Copaíba (Copaifera langsdorffii)
  • Pau-ferro (Libidibia ferrea)
  • Brejaúva (Astrocaryum aculeatissimum)
  • Juçara (Euterpe edulis)
  • Sonhos d’ouro (Psychotria nuda)
  • Orquídea (Brasilaelia crispa)
  • Bromélia (Aechmea fasciata)
  • Begônia (Begonia tomentosa)

Relevo

O relevo da Floresta da Tijuca traz as características que atraem milhares de visitantes ao Rio de Janeiro. É uma mistura de rochas com montanhas acidentadas. Não é à toa que alguns dos cartões postais mais famosos da cidade maravilhosa fazem parte do Parque Nacional da Tijuca.

Estamos falando do Pico da Tijuca, o Corcovado e a Pedra da Gávea, formações de 1,7 bilhões de anos atrás. No entanto, os tipos de rochas mais encontrados na Floresta são a gnaisse, quartzítica e calcissilicática.

Hidrografia

Dentro da Floresta também há alguns rios, tamanha a diversidade dessa riqueza nacional. Os rios Maracanã, Carioca, Cachoeira, das Almas, Córrego da Pedra Bonita, Rio da Barra, Riacho Pai Ricardo, Cabeça, Riacho da Lagoinha e Silvestre estão dentro dessa reserva natural.

Há também cachoeiras, como: a Cascatinha Taunay, Cachoeira do Pai Antônio, Cachoeira do Ramalho, Cachoeiras do Horto, Cachoeira dos Primatas, Cachoeira das Almas, Cascata Gabriela, Cascata Diamantina, Cascata do Conde, Cascata da Cova da Onça e Cascatas das Sete Quedas.

O Parque Nacional da Tijuca também possui uma represa que fornece água para alguns bairros mais próximos.

Veja também: Mata Atlântica – Fauna, flora e fotos

O que fazer no Parque da Tijuca?

A Floresta da Tijuca é um espaço de convívio harmonioso entre fauna, flora, espaço urbano e visitantes. Por isso, os turistas precisam cuidar da preservação da floresta. E nada mais justo do que usufruir de toda essa raridade de forma responsável.

Por isso, existem atividades organizadas pelo próprio parque para que os visitantes aproveitem a Floresta. Além disso, há formas de se divertir, ao mesmo tempo que se adquire a consciência da importância da preservação de um parque como esse.

Leia Também:  ‘Se alguém ganhar de mim, é porque é melhor que eu’, diz presidente Bolsonaro sobre as eleições

De acordo com o site oficial da Floresta da Tijuca, as pessoas podem praticar inúmeras atividades monitoradas no espaço. Conheça cada uma delas:

Trilhas

São mais de 200 quilômetros de trilhas disponíveis para a prática. O site lembra ainda que “é importante vestir roupas confortáveis, usar chapéu ou boné, calçado fechado com sola que não seja lisa, aplicar repelentes e protetores solares, levar bastante água e lanche leve”. Conheça as trilhas:

  • Agulhinha da Gávea
  • Caminho Dom Pedro Augusto
  • Circuito do Vale Histórico
  • Circuito dos Picos
  • Pedra Bonita
  • Pedra da Gávea
  • Trilha dos Estudantes
  • Trilha Parque Lage X Corcovado
  • Trilha Transcarioca

Observar as aves

Para algumas pessoas descobrir as mais diferentes aves que habitam um parque é uma atividade imperdível. E na Floresta da Tijuca isso pode ser vivido ao máximo. Isso porque conforme citamos, as aves são habitantes frequentes da área.

Para tanto, só resta aos visitantes admirarem as espécies de aves da Floresta da Tijuca. Nesse caso, é necessário estar munido com binóculos ou lunetas. Os lugares indicados são:

  • Açude da Solidão
  • Agulhinha da Gávea
  • Bico do Papagaio
  • Bom Retiro
  • Cachoeira da Gruta
  • Cachoeira Parque Lage
  • Cachoeiras do Horto
  • Caminho Dom Pedro Augusto
  • Capela Mayrink
  • Cascata Gabriela
  • Cascatinha Taunay
  • Centro de Visitantes
  • Circuito do Vale Histórico
  • Circuito dos Picos
  • Corcovado
  • Fazenda Cantagalo
  • Hípica
  • Jequitibá do Marc Ferrez
  • Lajeado
  • Mesa do Imperador
  • Mirante da Cascatinha
  • Mirante da Lagoa
  • Mirante do Excelsior
  • Mirante do Horto
  • Paineiras
  • Pedra Bonita
  • Pedra da Gávea
  • Pico da Tijuca
  • Ponte Pensil
  • Recanto dos Pintores
  • Represa dos Ciganos
  • Restaurante A Floresta
  • Restaurante Os Esquilos
  • Rio Cabeça
  • Ruínas do Almeida
  • Ruínas do Mocke
  • Sítio Humaitá
  • Trilha dos Estudantes
  • Trilha Parque Lage X Corcovado
  • Trilha Transcarioca
  • Vista Chinesa
  • Vista do Almirante

Contemplação

É uma delícia apreciar toda essa riqueza nacional. Para isso, a Floresta também tem ótimos pontos de apreciação. A direção do Parque destaca dois lugares: o morro do Corcovado e o Circuito dos Picos. Veja as sugestões para aproveitar:

  • Açude da Solidão
  • Agulhinha da Gávea
  • Bico do Papagaio
  • Cachoeira da Gruta
  • Cachoeira Parque Lage
  • Cascatinha Taunay
  • Circuito dos Picos
  • Corcovado
  • Fazenda Cantagalo
  • Jequitibá do Marc Ferrez
  • Lago das Fadas
  • Lajeado
  • Mesa do Imperador
  • Mirante da Cascatinha
  • Mirante da Lagoa
  • Mirante do Excelsior
  • Mirante do Horto
  • Mirante Dona Marta
  • Paineiras
  • Pedra Bonita
  • Pedra da Gávea
  • Pico da Tijuca
  • Recanto dos Pintores
  • Represa dos Ciganos
  • Rio Cabeça
  • Trilha Transcarioca
  • Vista Chinesa
  • Vista do Almirante

Banhos de cachoeira

As diversas cachoeiras espalhadas pelo Parque Nacional da Tijuca podem ser uma ótima opção para se refrescar depois de longas trilhas ou de um dia de lazer na Floresta. Para isso, a direção do espaço pede que as pessoas não usem nenhum produto de higiene durante o banho, não levem animais domésticos e não deixem restos de alimentos e lixo.

E para melhorar a sua experiência, ela indica que as cachoeiras sejam frequentadas nos dias de semana entre às 8h e 11h,  para pegar os lugares mais vazios. Também é recomendado que o visitante use calçados antiderrapantes para evitar acidentes. As cachoeiras acessíveis para banho na Floresta da Tijuca são:

  • Cachoeira das Almas
  • Cachoeira dos Primatas
  • Cachoeiras do Horto
  • Paineiras
  • Pedra da Gávea
  • Trilha Parque Lage X Corcovado
  • Trilha Transcarioca

Andar de bicicleta

Quem não ama dar uma volta em uma magrela? E se o cenário for propício à apreciação, melhor ainda. O Parque Nacional da Tijuca disponibiliza além das ciclovias tradicionais, duas pistas para mountain bike. Os espaços mais adequados para andar de bike são:

  • Açude da Solidão
  • Barracão
  • Bom Retiro
  • Capela Mayrink
  • Cascatinha Taunay
  • Corcovado
  • Hípica
  • Jardim dos Manacás
  • Lago das Fadas
  • Mesa do Imperador
  • Mirante do Excelsior
  • Paineiras
  • Recanto dos Pintores
  • Restaurante A Floresta
  • Restaurante Os Esquilos
  • Ruínas da Fazenda
  • Vista Chinesa
  • Vista do Almirante

Escalada na Floresta da Tijuca

O Rio de Janeiro é uma cidade ideal para quem gosta de escalar. A cidade é cercada de rochas e visuais de tirar o fôlego. Para você que curte também o esporte, dá para praticá-lo no Parque Nacional da Tijuca com algumas das vistas mais lindas do Brasil.

Uma das sugestões oficiais é o Campo Escola 2000 na Floresta. Mas veja também outras opções:

  • Agulhinha da Gávea
  • Bico do Papagaio
  • Cachoeira dos Primatas
  • Caminho das Grutas
  • Corcovado
  • Paineiras
  • Pedra Bonita
  • Pedra da Gávea
  • Pico da Tijuca

Voo livre

Já pensou ver toda essa beleza de cima? No voo livre é possível. Para isso, é só aproveitar o lugar adequado para essa prática dentro do parque e apreciar toda a beleza da Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. É de cima da Pedra Bonita que saem os voos livres. O local conta com duas rampas que ficam a 517 metros de altura.

Leia Também:  Diplomata ucraniano rebate crítica de Bolsonaro sobre Zelensky e diz que país espera mais apoio do Brasil

E já que estamos falando de esportes radicais, o Parque Nacional da Tijuca também tem seus lugares para a prática de Rapel, desde que se utilize todas as medidas de segurança para um esporte como esse. Dois lugares são indicados para o rapel: Bico do Papagaio e Pedra da Gávea.

Corrida

A corrida também é uma ótima atividade para ser feita na Floresta da Tijuca. Além do bem-estar físico e mental, a corrida pode proporcionar as melhores vistas do parque. O visitante não pode esquecer dos cuidados básicos, como roupas adequadas e leves, calçados apropriados, água e protetor solar e repelente, já que estamos falando de uma floresta.

Os lugares dentro da Floresta da Tijuca indicados para uma corrida são:

  • Açude da Solidão
  • Bom Retiro
  • Capela Mayrink
  • Cascatinha Taunay
  • Hípica
  • Jardim dos Manacás
  • Lago das Fadas
  • Mesa do Imperador
  • Mirante do Excelsior
  • Paineiras
  • Recanto dos Pintores
  • Restaurante A Floresta
  • Restaurante Os Esquilos
  • Ruínas da Fazenda
  • Vista Chinesa
  • Vista do Almirante

Como visitar o Parque Nacional da Tijuca?

De acordo com o site oficial do Parque Nacional da Tijuca, onde está localizada a Floresta da Tijuca, “o que não falta neste setor é natureza e espaços privilegiados de recreação para aproveitar o dia com amigos, família e com as crianças. Também é aqui que se concentra uma infinidade de trilhas para todos os públicos, com dois principais circuitos: dos Picos e do Vale Histórico, além de parte da maior trilha urbana do Brasil, a Transcarioca”.

Para os visitantes aproveitarem toda a fauna e floras dessa floresta carioca, eles podem aproveitar as visitas guiadas gratuitas à floresta. Existem dois roteiros para isso: o dos Escravos e o dos Artistas.

A Rota dos Escravos percorre o que sobrou da época da produção de café. Além disso, mostra também a recuperação da floresta, tratada neste artigo no tópico inicial sobre o reflorestamento na história do espaço.

Já o roteiro dos Artistas leva os visitantes a conhecerem o trabalho de paisagistas e ligação de pintores com a Floresta da Tijuca. As atrações imperdíveis da Floresta da Tijuca, segundo o site oficial são:

  • Açude da Solidão
  • Barracão
  • Bico do Papagaio
  • Bom Retiro
  • Cachoeira das Almas
  • Caminho das Grutas
  • Caminho Dom Pedro Augusto
  • Capela Mayrink
  • Cascata Gabriela
  • Cascatinha Taunay
  • Centro de Visitantes
  • Circuito do Vale Histórico
  • Circuito dos Picos
  • Fazenda Cantagalo
  • Hípica
  • Jardim dos Manacás
  • Jequitibá do Marc Ferrez
  • Lago das Fadas
  • Lajeado
  • Mirante da Cascatinha
  • Mirante do Excelsior
  • Pico da Tijuca
  • Ponte Pensil
  • Recanto dos Pintores
  • Represa dos Ciganos
  • Restaurante A Floresta
  • Restaurante Os Esquilos
  • Ruínas da Fazenda
  • Ruínas do Almeida
  • Sítio Humaitá
  • Trilha dos Estudantes
  • Trilha Transcarioca
  • Vista do Almirante

Floresta da Tijuca e sua importância

O Brasil é um país tropical e que possui a Floresta Amazônia, considerada o pulmão do mundo. Porém, ainda somos agraciados com outras florestas como a Tijuca, por exemplo.

A sua importância é enorme para a preservação das espécies e, principalmente, por estar localizada em uma área urbana. Por isso, as pessoas devem lutar pela sua preservação e respeitar os limites de proteção.

Para finalizar, o espaço possui algumas regras que devem ser seguidas por todos: animais domésticos não são aceitos; você não deve dar comida aos animais silvestres; jamais fazer fogueiras ou lidar com fogo dentro da floresta; leve seu lixo com você e observe que nem todas as cachoeiras estão abertas para banhos.

Outras dicas são: não abra atalhos, só ande de bike pelos caminhos indicados e nada de ligar aparelhos de som. Use sempre seus fones.

Se você quer conhecer a Floresta da Tijuca, o Parque Nacional da Tijuca é aberto todos os dias, das 8h às 17h e, durante o horário de verão, até às 18h. A entrada do parque para o setor da Floresta da Tijuca é gratuita.

As paisagens do Parque da Tijuca são ainda mais bonitas do alto Foto: depositphotos

E Veja Também no 3 de Julho Brasil 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: A leseira dessa turma da potoca parece não ter limites e também falta a eles conhecimento da minha história no Amapá. No contra-ataque de hoje, vai uma aula sobre minha vida no Amapá. Do Santina Rioli, passando pelo CCA e pela UNIFAP até os dias como professor e parlamentar. Criei raízes no antigo bairro da Favela, hoje Santa Rita, onde moro até hoje. Mas essas e tantas outras coisas são ignoradas pelos que vivem da mentira. Já a gente, compartilha a verdade.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Amazônia

Floresta: “super animado” para fazer o monitoramento ambiental da Amazônia, diz Bilionário Elon Musk

Publicados

em

Jair Bolsonaro pretende entregar ao bilionário a possibilidade de monitorar todas as riquezas minerais da Amazônia – Foto: Reprodução

Brasil 247 – O bilionário Elon Musk, homem mais rico do mundo, fez um post no twitter em que disse estar “super animado” para fazer o monitoramento ambiental da Amazônia. Musk também disse que irá conectar escolas rurais na região. Como a Amazônia possui as maiores riquezas minerais do planeta, Musk está de olho no mapa que Bolsonaro pretende entregar de bandeja.

Homem mais rico do mundo e dono da Tesla, Musk já disse, no twitter, ter sido responsável pelo golpe de estado contra Evo Morales na Bolívia, país que tem as maiores reservas de lítio do mundo, recurso usado para as baterias dos carros elétricos da Tesla.

Com Jair Bolsonaro, que já bateu continência para a bandeira dos Estados Unidos e falou em explorar os recursos da Amazônia em parceria com os estadunidenses no governo Trump, Musk se beneficia do entreguismo. Bolsonaro diz defender a Amazônia, mas vai ao hotel em que o bilionário se hospedará no interior de São Paulo para oferecer as riquezas nacionais. Confira, abaixo, o tweet de Musk:

Leia Também:  Briga em balsa por uso de máscara na Barra da Tijuca no Rio termina com condutor jogado em canal

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA