Amazônia

Desmatamento: maior tendência de seca na América do Sul foi em área de transição de Amazônia e Cerrado

Publicados

Amazônia

Estudo mostra situação da região, que é responsável por 12% da produção brasileira de soja – Foto: Reuters / Amanda Perobelli

Diante do estratosférico aumento do desmatamento no Brasil, a zona de transição entre o leste da Amazônia e o Cerrado está diante do agravamento das condições de seca severa, informa um grupo de cientistas ligados a instituições de pesquisa no Brasil e no exterior, em artigo publicado na revista Scientific Reports, e divulgado pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), divulgado nesta quarta-feira, 2, identificou que o desmatamento na Amazônia cresceu 56,6% sob o governo de Jair Bolsonaro (PL). A Amazônia perdeu área do tamanho da Bélgica nos últimos três anos.

A área analisada pelos cientistas que publicaram na Scientific Reports é responsável por quase 12% da produção brasileira de soja — onde se situa Matopiba, que compreende porções dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

O estudo foi conduzido por pesquisadores do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), e teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) por meio de um Projeto Temático e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC).

Leia Também:  Chico Mendes foi morto pela sua luta contra o desmatamento e por reivindicar condições de trabalho para os seringueiros

O coordenador-geral de pesquisa do Cemaden e primeiro autor do estudo, José Marengo, diz que “as condições atuais já mostram que essa região de transição entre a Amazônia e o Cerrado está sofrendo os impactos do uso da terra para expansão do agronegócio e também das mudanças climáticas”. “Esses processos podem se tornar mais intensos no futuro e impactar tanto os biomas como a produção agrícola na região do Matopiba, particularmente a soja”, argumenta.

E Veja Também no 3 de Julho – Brasil 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Sem perspectivas de melhora nas pesquisas eleitorais, Jair Bolsonaro (PL) tenta já voltar sua artilharia contra o ex-presidente Lula. Sem qualquer base, Bolsonaro afirmou que caso Lula volte à Presidência, nomeará Dilma Rousseff ministra da Defesa e o ex-ministro José Dirceu chefe da Casa Civil. Em entrevista Lula já sinalizou que Dilma não deve fazer parte de seu eventual terceiro governo, mas vai participar, sim, de sua campanha.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Leia Também:  Desmatamento da Amazônia explode em terras públicas na Amazônia desde o início do governo Jair Bolsonaro

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Amazônia

Floresta: “super animado” para fazer o monitoramento ambiental da Amazônia, diz Bilionário Elon Musk

Publicados

em

Jair Bolsonaro pretende entregar ao bilionário a possibilidade de monitorar todas as riquezas minerais da Amazônia – Foto: Reprodução

Brasil 247 – O bilionário Elon Musk, homem mais rico do mundo, fez um post no twitter em que disse estar “super animado” para fazer o monitoramento ambiental da Amazônia. Musk também disse que irá conectar escolas rurais na região. Como a Amazônia possui as maiores riquezas minerais do planeta, Musk está de olho no mapa que Bolsonaro pretende entregar de bandeja.

Homem mais rico do mundo e dono da Tesla, Musk já disse, no twitter, ter sido responsável pelo golpe de estado contra Evo Morales na Bolívia, país que tem as maiores reservas de lítio do mundo, recurso usado para as baterias dos carros elétricos da Tesla.

Com Jair Bolsonaro, que já bateu continência para a bandeira dos Estados Unidos e falou em explorar os recursos da Amazônia em parceria com os estadunidenses no governo Trump, Musk se beneficia do entreguismo. Bolsonaro diz defender a Amazônia, mas vai ao hotel em que o bilionário se hospedará no interior de São Paulo para oferecer as riquezas nacionais. Confira, abaixo, o tweet de Musk:

Leia Também:  Desmatamento na Amazônia teve um aumento de 21,97% em um ano, segundo as medições dos satélites

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

TUDO SOBRE POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA